Como Conhecer a Vontade de Deus

Como é possível estar tão certo da vontade de Deus?

Quando alguém que está tão sintonizado com a vontade do Senhor começar a partilhar com você sobre como conhecer a vontade de Deus, escute.

Perto do final de sua piedosa vida George Müller legou sete passos para se conhecer a vontade de Deus. Eu os conferi com o material inspirado sobre o assunto e acrescentei mais um. Eu gostaria de convidá-lo a estudar estes oito passos e fazer uso deles em sua própria vida.

Aqui estão oito passos para se conhecer a vontade de Deus:

  1. Não ter nenhuma vontade própria sobre o assunto
  2. Não se deixar levar só pelos sentimentos
  3. Buscar orientação na Palavra de Deus
  4. Considerar as circunstâncias providenciais
  5. Buscar o conselho de amigos piedosos
  6. Pedir a Deus em oração, que revele Sua vontade sobre o assunto
  7. Tome uma decisão
  8. Prossiga com sua decisão convidando a Deus que o detenha, caso você tenha errado o alvo

1. Nenhuma vontade própria sobre o determinado assunto

Sua própria vontade é neutra. Isto não significa que você não terá nenhuma preferência, mas que você está disposto a ir por qualquer caminho que Deus dirija. Isto só é possível para alguém que está envolvido em comunhão diária com Deus, porque não podemos levar-nos a nós mesmos à rendição, Deus deve fazer isto por nós.

O exemplo de Jesus nisto está registrado nas escrituras:

E, indo um pouco adiante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.

Mateus 26.39

Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.

João 4.34

2. Não se deixe levar simplesmente pelos sentimentos

Realmente, você não se conduz por um único passo, seja qual for. E a combinação de todos os oito juntos que é significativa. Mas frequentemente existe a tentação de tomar sua decisão à base de sentimentos, de sorte que esta é uma advertência. Não faça isto. Conquanto o Espírito Santo muitas vezes dirija através das impressões sobre o coração (veja Isaías 30.21), nunca deveríamos tomar uma decisão baseados exclusivamente em sentimentos.

3. Estude a Palavra de Deus para ver o que está revelado que possa orientar na presente decisão

Deus sempre nos guia através da Sua Palavra, nunca contrário a ela.

Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho.

Salmo 119.105

Pode não haver informação específica sobre sua decisão particular, embora haja frequentemente princípios que se ajustam. Mas você pode sempre, ir à Palavra em busca de comunicação

4. Considere as circunstâncias providenciais

“Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus te guiou.”

Deuteronômio 8:2

Olhe para a orientação de Deus no passado e veja como a atual decisão poderia ajustar-se num padrão que já foi desenvolvido.

5. Consulte-se com amigos piedosos

Este é o passo que eu adicionei à lista de George Muller. Encontra-se em:

Não havendo sábia direção, o povo cai, mas, na multidão de conselheiros, há segurança.

Provérbios 11.14

Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Salmo 1.1

Não consulte com seus amigos ímpios! E mais uma vez, não tome toda a sua decisão baseado no que seus amigos dizem. Mas ponha o conselho deles em sua pasta para ajudá-lo a chegar a uma decisão.

6. Peça a Deus, em oração, que Ihe revele Sua vontade concernente à decisão que você vai tomar

E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada.

Tiago 1.5

7. Tome uma decisão

Baseado no que tem transcorrido antes, nos primeiros seis passos, tome uma decisão. Não espere por um sinal ou um raio do céu. Considere com oração o peso da evidência e decida-se. E diga a Deus qual é sua decisão.

8. Prossiga com sua decisão, convidando a Deus que o detenha se você errou o alvo

Seja então sensível às portas giratórias. Deus sabe abrir e fechar as portas. As vezes você pode achar uma porta batida em seu rosto. Isto já aconteceu comigo ocasionalmente! E geralmente porque eu falhei no passo um. Mas mesmo o apóstolo Paulo às vezes encontrou portas batidas em seu rosto. Você pode ler sobre isto em Atos 16:6-9.

São estes os passos, e para aqueles dentre os que os têm utilizado através dos anos ao tomar decisões e ao procurar conhecer a vontade de Deus nessas decisões, descobrimos que eles são extremamente proveitosos.

Deus tem uma Vontade. Ele está interessado em guiá-lo nas decisões da sua vida. Ele tem um plano para você, e sua maior felicidade será encontrada em seguir este plano. Se é a Sua vontade que você vá a Nínive, não será igualmente satisfatório que você se dirija a Társis.

Deus sabe o que será o melhor para você e o que trará a maior bênção aos outros, e Ele está disposto a tornar conhecida Sua Vontade àqueles que estão dispostos a ouvir.

Em Salmo 32:8 é dada a promessa:

Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.

Salmo 32.8

Diz S. João 10:3-5:

A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.

João 10.3-5

Davi orou:

Guia-me pelo caminho eterno .

Salmo 139.24

Diz Provérbios 3:5 e 6:

Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribe em teu próprio entendimento. Reconhece-O nos teus caminhos, e Ele endireitará as veredas.

Provérbios 3.5-6

Paulo nos diz em Romanos 12.2:

Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Romanos 12.2

E diz Jeremias 10.23

Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.

Jeremias 10.23

Poderíamos citar muitas outras referências bíblicas para provar o ponto. Deus quer dirigir-nos, guiar-nos, manifestar-Se a nós. Não quer que nos estribemos em nossa própria e débil sabedoria, nem que tropecemos nas trevas, sem saber se estamos ou não escolhendo acertadamente. Ele tem uma Vontade, e quer revelar-nos esta Vontade.

Mas há uma importante premissa para compreender a vontade de Deus que queremos sublinhar e enfatizar antes de prosseguirmos. Para aquele que está realmente procurando conhecer a Vontade de Deus, haverá uma busca diária para conhecer a Deus. O assunto da orientação ou direção não é uma rotina semelhante a uma escada de incêndio, que invoca a Deus somente quando há uma grande decisão a ser enfrentada. É buscando dia a dia conhecer a Vontade de Deus, por meio da oração e do estudo da Sua Palavra, que somos levados a uma situação de começar a conhecer Sua vontade até mesmo em relação aos detalhes de nossa vida diária.

Por Morris Venden

Conheça a obra Como conhecer a vontade de Deus

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *