O que nos impede de sermos plenos do Espírito Santo

Talvez nós vivamos uma vida hipócrita. Nossas orações não são fervorosas nem sinceras. Não somente nossa religiosidade pode ser mero espetáculo sem nenhuma emoção, quanto podemos ainda ser insinceros na relação com outras pessoas. Portanto, nós fazemos muitas coisas para entristecer o Espírito Santo, de forma que ele não pode habitar em nós.

Algumas pessoas são de tal modo levianas que o Espírito Santo não habitará nelas. O Espírito de Deus é solene e sério, e não habitará naqueles que abrem caminho às frivolidades e ações impensadas.

Outras pessoas trazem em si tanto orgulho que não podem ter o Espírito. São de tal maneira apaixonados pela vida extravagante, por modismos e posses materiais, que não é de estranhar a ausência do Espírito nelas. E, no entanto, essas pessoas fingem perplexidade por não “desfrutarem” a religião!

Alguns indivíduos são tão materialistas, tão apegados à propriedade e se dedicam com tanto afinco a acumular riquezas, que não há possibilidade alguma de terem o Espírito. Como o Espírito pode habitar neles quando todos os seus pensamentos estão votados para as coisas mundanas, e todas as suas forças estão absorvidas na conquista de riquezas? E até mesmo quando possuem dinheiro, eles ficam perturbados ao serem pressionados, pela própria consciência, a usá-lo para a conversão dos pecadores.

Outros ainda não confessam e abandonam completamente seus pecados; logo, não podem desfrutar a presença do Espírito Santo. Confessam pecados em termos gerais e estão sempre prontos a reconhecer que são pecadores, mas fazem isso de forma reservada, cuidadosa e com soberba, como se tivessem medo de dizer mais que o necessário – isto é , como quando confessam aos homens.

Muitos negligenciam obrigações sabidas, e esse é o motivo de não terem o Espírito Santo. Se você negligenciou uma obrigação conhecida, e assim perdeu o espírito de oração, é necessário em primeiro lugar refletir sobre essa falha. Deus trava uma disputa com você. Ele nunca se renderá ou lhe concederá o Espírito enquanto não houver arrependimento de sua parte.

Talvez você esteja resistindo ao Espírito de Deus. Talvez você tenha o hábito de resistir a ele, e de resistir à crença também. Muitos estão dispostos a simplesmente ouvir e buscar a pregação, desde que possam aplicá-las a outras pessoas. O fato é que, no final das contas, você pode não desejar o Espírito Santo. Nada é mais comum do que as pessoas desejarem algo que normalmente não escolheriam.

Talvez nós não oremos pelo Espírito; ou oremos, mas não usamos nenhum outro recurso [para recebe-Lo]; ou oremos e não persistamos na oração. Ou quem sabe nós estejamos usando maneiras deliberadas de resistir ao Espírito. Ou ainda, nós pedimos, mas tão logo Ele chega e começa a afetar nosso pensamento, nós o afastamos para longe e não andamos com Ele.

Ó Deus, que eu possa ter um tempo para examinar a mim e as razões de minha conduta e de meu desejo pelo Espírito Santos. Há muitas coisas pelas quais talvez eu não esteja disposto a abrir mão em nome do Espírito, e, assim fico cego para as faltas que entristecem o Espírito de Deus. Faze resplandecer a luz da tua verdade sobre minha vida quando eu participar da adoração pública, da leitura das Escrituras, da oração e do culto. Alerta minha consciência, de modo que eu perceba a causa de meu vazio espiritual, e fortalece-me enquanto procuro conformar minha vida à tua vontade. Amém.

Finney, Charles G., Princípios da oração – aprenda a orar com poder, p.78

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *