Espírito Santo: A Unção

Jesus foi ungido no início de Seu ministério, para cumprir Isaías 61:1 ao 3.

Unção, significa ser separado, autorizado e equipado para uma tarefa espiritual importante.

ETIMOLOGICAMENTE: “Unção é um termo com origem no latim “ungere” que significa “untar”. A unção é o efeito de untar com algum produto oleoso alguma parte do corpo. No sentido religioso a unção é praticada como parte de um ritual com o intuito de exercer influência espiritual, por vezes com a finalidade de abençoar ou mesmo curar.

Segundo a crença religiosa, um ser ungido está sob proteção divina e a unção pode curar alguma enfermidade física ou espiritual.” (DIC).
https://www.significados.com.br/uncao/

BÍBLICAMENTE: Unção vem do substantivo grego, chrisma; daí, vem o verbo chrío, ungir; e o adjetivo christós, que significa “ungido”. No hebraico, o termo para “o ungido” é Messias, aplicado a Cristo. A unção, na Bíblia, pode ser entendida de modo espiritual e literal, com a aplicação do azeite ou óleo sobre alguém (para curar feridas) ou sobre algum objeto.

Jesus foi ungido pelo Espírito Santo, e os primeiros cristãos foram separados por Cristo para o ministério, como em Atos 1.

Já no antigo testamento, podemos ver o profeta Isaías, inspirado pelo Espírito Santo, predizendo a unção do Messias:

Isaías 61:1 ao 3:

 “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a pregar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor para a sua glória.”

E assim aconteceu:
Mateus 3:16:

 “Batizado Jesus, saiu logo da água e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus, descendo como pomba, vindo sobre ele.”
(Aqui vemos Jesus sendo batizado, mergulhado, ungido, pelo Espírito Santo de Deus).

Atos 10-38:

 (…)”como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele;”

Jesus nos disse que se cremos nEle e que Deus é quem faz as obras, faremos obras ainda maiores do que as que Ele mesmo fez:
João 14:10 ao 12:

“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras. Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.”

Mas para executar tantas obras que executou, foi necessário que Jesus, fosse ungido pelo Espírito Santo, não porque já não o fosse, mas para dar exemplo aos que o seguiam. Assim, para fazer obras ainda maiores do que as de Jesus em Sua primeira vinda, precisamos ser ungidos pelo Espírito Santo.

Assim como o profeta Isaías predisse, Jesus repete as palavras do profeta, cumprindo o que o mesmo havia predito mais ou menos 754 anos antes:

Lucas 4:18 ao 21:

“O Espírito do Senhor está em mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor. Tendo fechado o livro, devolveu ao assistente e sentou-se; e todos na sinagoga tinham os olhos fitos nele. Então, passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir.”

“O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que o Senhor me ungiu para” …

1. Pregar as boas novas aos quebrantados;
2. Curar os quebrantados;
3. Libertação aos cativos;
4. Libertar os algemados;

O Espírito Santo é concedido para um propósito e para um público em especial. A oração concede intimidade com Deus, mas somente a oração não nos dá a capacidade de pregar, curar e libertar; é o Espírito Santo quem fará isso em nossa vida.
Como o Espírito Santo age em nossa vida? Através do estudo diário da Palavra de Deus e sua Aplicação em nossa vida. Assim, somos vivificados pelo Espírito e capacitados para realizar toda boa obra que Senhor determinou para nós.

A unção do Espírito Santo é concedida para: pregar, curar e libertar.

Pregar, curar e libertar quem?

Os quebrantados, cativos e algemados.

Jesus leu Isaías 61: 1 ao 3; do verso 22 ao 28 de Lucas 4 vemos justamente, as coisas as quais se referia a predição feita por Isaías, mais de 7 séculos e meio antes.

Atos 4: 26 ao 28:

 “Levantaram-se os reis da terra, e as autoridades ajuntaram-se à uma contra o Senhor e contra o seu Ungido; porque verdadeiramente se ajuntaram contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, com gentios e gente de Israel, para fazerem o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram;”(…)

Como vemos acima, os discípulos declararam a unção do Ungido, o Messias, Jesus.

A unção de Jesus em Seu ministério era evidente, assim como podemos constatar através dos evangelhos e tudo o que contam a respeito da jornada de Jesus e de tudo o que fez em Sua primeira vinda há mais de 2 mil anos atrás:

Mateus 4:23 ao 25:

“Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda a sorte de doenças e enfermidades entre o povo. E a sua fama correu por toda a Síria; trouxeram-lhe, então, todos os doentes, acometidos de várias enfermidades e tormentos: endemoninhados, lunáticos e paralíticos. E ele os curou. E da Galilélia, Decápolis, Jerusalém, Judéia e dalém do Jordão numerosas multidões o seguiam.”

Leia também Mateus 7:28 e 29, Lucas 4:14 e 15, 5:17, 6:19, Malaquias 4:2.

Os fiéis ao Senhor são ungidos:

2 Samuel 23:1 e 2:

“São estas as últimas palavras de Davi: Palavras de Davi, filho de Jessé, palavra do homem que foi exaltado, do ungido do Deus de Jacó, do mavioso salmista de Israel. O Espírito do Senhor fala por meu intermédio, e a sua palavra está na minha língua.”

Sabemos que Jesus ungiu os discípulos com o Espírito Santo, e através dos feitos dos discípulos, podemos ver um pouco do que a verdadeira unção do Espírito Santo pode levar os que forem ungidos, a fazer:

Atos 3:1 ao 6: 

“Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona. Era levado um homem, coxo de nascença, o qual punham diariamente à porta do templo chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. Vendo ele a Pedro e João, que iam entrar no templo, implorava que lhe dessem uma esmola. Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós. Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa. Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isto te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda!”

Também 5:14 ao 16:

“E crescia mais e mais a multidão dos crentes, tanto homens como mulheres, agregados ao Senhor, a ponto de levarem os enfermos até pelas ruas e os colocarem sobre leitos e macas, para que ao passar Pedro, ao menos, a sua sombra se projetasse nalguns deles. Afluía também muita gente das cidades vizinhas a Jerusalém, levando doentes e atormentados de espíritos imundos, e todos eram curados.”

Unção também é para fortalecer os cristãos:

2 Coríntios 1:21 e 22: 

“Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.”

Mas então, como receber a unção do Espírito Santo?

Marcos 1:35: 

“Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava.”

Cristo recebia constantemente do Pai, para que nos pudesse comunicar:

João 14:24:

 “Quem não me ama não guarda as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas do Pai, que me enviou.”

Mateus 20:28:

(…)“tal qual como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.”

“Vivia, meditava e orava não para Si mesmo, mas para os outros. Depois de passar horas com Deus, apresentava-Se manhã após manhã para comunicar aos homens a luz do Céu. Cotidianamente recebia novo batismo do Espírito Santo. Nas primeiras horas do novo dia o Senhor O despertava de Seu repouso, e Sua alma e lábios eram ungidos de graça para que a pudesse transmitir a outros. As palavras Lhe eram dadas diretamente das cortes celestes, palavras que pudesse falar oportunamente aos cansados e oprimidos.”
– EGW, Parábolas de Jesus, pág. 83.

Se queremos ser ungidos pelo Espírito Santo, devemos buscar mais comunhão com Deus. Como? Em oração, falando com Ele. Sabemos que Deus já sabe absolutamente tudo sobre nós, mas mesmo assim, Ele quer que nós confessemos a Ele em oração; confessar, requer submissão, reconhecer que somos pequenos, fracos, que precisamos da ajuda do Senhor; requer também confiança para entregar todas aquelas coisas que só nós mesmos no nosso íntimo e Deus, sabemos; tudo isso podemos fazer em oração ao Senhor, isso é um ato de entrega a Ele. É através da oração que podemos ser ungidos pelo Espírito Santo, tendo comunhão diária, constante, com o Todo Poderoso Deus, Criador, nosso Pai.

Busque a unção do Espírito Santo em oração todos os dias, e você fará coisas ainda maiores do que as que Jesus fez, assim como Ele prometeu, e cumprirá em sua vida, se você assim quiser e permitir, e preencher os requisitos como vimos acima.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *