Bíblia Sagrada – o livro que contém a verdade absoluta

Atualmente, podemos encontrar livros de inúmeros autores oferecendo respostas para os mais diversos temas e problemas da vida cotidiana, como por exemplo: paz, amor, soluções financeiras, depressão, auto-ajuda, e uma enorme variedade de outros temas e assuntos.

E se você pudesse encontrar TODAS as respostas que precisa para solucionar QUALQUER problema na sua vida em um ÚNICO livro, que seja de uma fonte TOTALMENTE confiável? E mais, o autor já te conhece, por isso nunca erra nas respostas que você procura.

Quando você lê qualquer livro, o autor não está presente e não pode te esclarecer dúvidas sobre algo que está escrito que você não tenha entendido, há também os problemas com a “idade” do livro, pois pode, com o passar do tempo ficar desatualizado, isso se deve ao fato de que foi escrito por pessoas que assim como nós, são falhas, estão sujeitas ao erro, e não podemos aplicar, trazer para a nossa vida, algo que funcionou, deu certo para outra pessoa, pois conosco pode não funcionar, certo?

Pois bem, isso se chama “RELATIVISMO” e no mundo atual, ele predomina. Exemplo: algo pode ser verdade para você e funcionar para você, mas não para mim, afinal, nossas experiências de vida são diferentes então algo que se aplica a você, pode não servir pra mim.

Saiba mais sobre essa forma de pensar, enxergar e até de agir e descubra porque devemos evitar o relativismo:

Existe uma verdade absoluta, ou tudo é relativo?

O contrário ao relativismo, é o absolutismo que prega que existe uma verdade absoluta, que não se desatualiza, que pode ser aplicada a qualquer pessoa, em qualquer lugar, independente de situação financeira, sempre funcionou e sempre funcionará.

Estou falando do livro mais vendido no mundo inteiro, com 11 milhões de cópias vendidas por ano, e que já alcançou 3,9 bilhões de pessoas no mundo inteiro. Que apresenta verdades, que se aplicam aos povos contemporâneos e também aos povos da própria época em que foi escrito: a Bíblia Sagrada.

Se você já teve curiosidade de saber o motivo de tanto sofrimento no mundo, e qual a causa de tudo isso; como isso começou e como vai terminar essa história, saiba que tais respostas, estão disponíveis a qualquer pessoa na Bíblia Sagrada; qualquer livro que não seja baseado nela para nos trazer ajuda, jamais consegue discorrer, nos contar algo, de forma absoluta; caindo sempre no relativismo.

“As Escrituras são a Única regra de Fé e Prática para os Cristãos.”

Não somente para os cristãos mas também para qualquer pessoa que crê nas Escrituras. A Bíblia contém a verdade absoluta pois, procedeu diretamente de Deus, não passando pelo entendimento humano nem pela nossa limitada visão, não sendo assim “filtrada” por aquilo que pensamos, sentimos ou sabemos, pois o Criador do mundo, conhece e entende melhor do que todos nós, tudo o que existe.

Eis que a Bíblia é o livro em que o autor se faz presente, perto de você, no momento em que você começa a ler. Quando compramos, por exemplo, uma televisão de uma determinada marca, e outra de marca diferente da anterior, cada uma vem com seu manual de instruções, justamente por terem sido projetadas e fabricadas por empresas diferentes mesmo que sejam aparelhos com a mesma função, mesmo propósito; conosco, seres humanos, não é diferente, exceto pelo fato de que o nosso “fabricante” aquele que nos projetou e criou, é o mesmo, e portanto nós também temos um “manual de instruções” deixado para nós por esse Criador, que é o mesmo entre todos os seres humanos da Terra.

Somente na Bíblia contemplamos o poder que criou tudo o que existe no planeta em que vivemos e em todos os outros que existem no universo que nos cerca; Deus é esse poder; o amor que nos redimiu do pecado que nos leva a morte, é também a salvação e a esperança que garante o nosso futuro.

É preciso um ato de fé para crer em tudo o que está escrito na Bíblia, pois o mesmo pecado que nos mata espiritualmente causou separação entre nós e Deus, ergueu uma barreira e por isso muitas vezes, não vemos, nem enxergamos esse Deus, nem ouvimos a Sua voz, porque estamos distantes dEle.

De acordo com João, 17:17, a Bíblia é a verdade:

“Santifica-os na Tua verdade, a Tua Palavra é a verdade.”

A Palavra de Deus nos santifica e nos ilumina e é por isso que precisamos ter familiaridade e intimidade tanto com a Palavra como com seu autor. A função mais importante da Bíblia é nos apresentar o Senhor Jesus e a Salvação.

Conheça um pouco mais sobre a Bíblia:

  • É formada por 66 livros;

39 livros no Antigo Testamento;

27 livros no Novo Testamento.

A maioria das pessoas não está ciente que a Bíblia foi escrita ao longo de um período de 1.600 anos, por mais de 40 autores, que escreveram em três continentes diferentes em três línguas diferentes. Eles falaram sobre centenas de assuntos controversos, e mesmo assim escreveram palavras que concordavam entre si.

A Bíblia foi escrita por homens simples, iletrados, outros possuíam um grau mais elevado de instrução como médicos, advogados e até reis que assim como nós eram pecadores, mas que se arrependeram, se converteram e escreveram os livros da Bíblia.

Exemplos:

  • Moisés: Graduado nas faculdades do Egito;
  • Isaías: Lavrador;
  • Amós: Boiadeiro;
  • Pedro: Pescador;
  • Lucas: Médico;
  • Paulo: Advogado.

A Bíblia é dividida em:

  • Velho (ou Antigo) Testamento;
  • Novo Testamento.

E isso causa, certas vezes, discordância entre os cristãos, pois uns afirmam que o Velho Testamento foi abolido por Cristo, ao morrer na Cruz, enquanto que outros defendem que tal acepção não deve ser feita e eis a explicação:

2 Timóteo 3:16-17:

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.”

Ou seja, TUDO o que está escrito na Bíblia, deve ser observado e seguido, seja em forma de aprendizado, lições de vida e para a vida, ou em forma de atitudes, coisas que deve ser cumpridas, obedecidas; nada deve ser ignorado, caso contrário não estaria escrito.

A Bíblia possui 5 divisões:

  • História: De Gênesis ao livro de Ester e inclui o livro de Atos; 90% do que se encontra escrito nesses livros, entende-se como se lê.
  • Poesia: Escritos em linguagem poética, são eles: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares de Salomão; 85% desses livros entende-se como se lê.
  • Profecia: São livros escritos em linguagem profética: de Isaías até Malaquias, incluindo livro do Apocalipse no Novo testamento; Os dois principais livros proféticos são Daniel e Apocalipse, exigindo então um estudo mais profundo. 95% desses livros NÃO se entende como se lê.
  • Evangelhos: São livros que contam a Vida de Jesus e nos mostram o que é preciso para alcançar a salvação eterna: Mateus, Marcos, Lucas e João. 85% entende-se como se lê, os outros 15% são parábolas.
  • Cartas: A partir de Romanos até Judas; 90% entende-se como se lê.

São necessários alguns princípios para entender as profecias contidas nos livros que as contam, pois são de grande importância para entender as Escrituras Sagradas:

  1. A Bíblia explica-se por si mesma;
  2. Nenhuma profecia é de particular elucidação;
  3. A linguagem utilizada nos livros proféticos, é simbólica.

Eis abaixo, alguns exemplos de símbolos de profecia:

  • Apocalipse 13:1: Besta, mar, 7 cabeças, 10 chifres;
  • Apocalipse 7:1: 4 Anjos, 4 ventos, 4 cantos da Terra;

Apocalipse 12:1: Mulher vestida de sol, lua debaixo dos pés, coroa de 12 estrelas.

O profeta Miquéias que viveu aproximadamente 500 anos a.C, previu o nascimento de Jesus na cidade de Belém, na Judéia; e aconteceu exatamente como previsto.

O profeta Isaías, no capítulo 13, previu que Babilônia seria destruída, e ficaria sem moradores; seria habitada por aves e animais selvagens. Tal profecia teve um cumprimento fiel e literal.

A arqueologia também comprova a historicidade da Bíblia:

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2015/07/5-evidencias-cientificas-que-dao-sentido-episodios-da-biblia.html

Bem como a ciência, que em diversos casos e a respeito de muitas coisas, na área de astronomia, medicina e até tecnologia entre outros, “descobre” coisas que a Bíblia já relatava há centenas e milhares de anos antes:

Oceanografia:

O pai da oceanografia também chamada de oceanologia, Mathew Maury (1806 – 1873) percebeu a expressão “sendas dos mares” em Salmos 8:8 que diz: (…)”as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares.” (escrito 2.800 anos antes) então Maury disse: “Se Deus disse que há sendas (caminhos) no mar, eu vou encontrá-las”. Crendo que Deus disse isso de forma literal, foi procurar essas sendas, e nós devemos muito a sua descoberta das correntes continentais quente e fria. Apesar de ser bem básico, o seu livro sobre oceanografia ainda é usado em universidades.

A posição da Terra no Espaço:

Houve um tempo que se acreditava que a Terra estava situada em cima de um grande animal ou gigante (1.500 A.C.), a Bíblia falou da posição da Terra no espaço, como consta em Jó 26:7: “O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada.” A ciência não descobriu que a Terra não era sustentada por nada até 1650.

Átomos:

Só há pouco tempo atrás, a ciência descobriu que tudo que nós vemos é composto de coisas que não conseguimos ver (átomos). Nas Escrituras encontramos isto escrito em Hebreus 11:3 há 2000 anos atrás que, “Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.”

A Palavra de Deus revela também que a Terra é redonda:

Em Isaías 40:22:

“Ele é o que está assentado sobre a redondeza da Terra, cujos moradores são como gafanhotos; é Ele quem estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar.”

“Chuwg”, é uma palavra em Hebraico que também pode ser traduzida como “circuito” ou “bússola” (dependendo do contexto). Ou seja, ela indica algo esférico, arredondado ou arqueado – não algo que é plano ou quadrado como acreditava-se que fosse a forma da Terra. O livro de Isaías foi escrito aproximadamente entre 740 e 680 anos a.C. São pelo menos 300 anos antes de Aristóteles sugerir, em seu livro Sobre os Céus, que a Terra TALVEZ fosse uma esfera. Dois mil anos depois (num tempo em que a ciência acreditava que a Terra fosse plana) Cristóvão Colombo foi inspirado pelas Escrituras, a navegar ao redor do mundo.

Certa vez, Richard Wurmbrand disse:

“Na antiguidade e no que foi chamado de Idade das Trevas, o homem não sabia o que ele sabe hoje sobre a humanidade e o cosmos. Eles não conheciam a fechadura, mas eles possuíam a chave, que é Deus. Agora muitos têm excelentes descrições da fechadura, mas eles perderam a chave. A solução ideal é a união entre ciência e religião. Nós devemos ser proprietários da fechadura e da chave. A verdade é que à medida que a ciência avança, ela descobre o que foi dito há milhares de anos na Bíblia” – Provas da Existência de Deus.

Não somente são coisas que nos ajudam a crer cada vez mais firmemente que Deus existe, mas também ajudam aos que não crêem na existência de um Ser supremo e completamente bom, a crer também na Bíblia, que é a Palavra de Deus, revelando o amor que Ele sente por nós, e um pouquinho da sabedoria e inteligência divina que se manifesta ao nosso redor, pois tudo o que existe, não pode ter surgido do nada, pois o nada não consegue criar algo a partir de explosões, como sugere a Teoria do Big Bang.

Tudo o que existe, nos indica que nada evoluiu, mas foi criado, se há criações, então há um Criador.

Busque o conhecimento da verdade e pela fé em Jesus, você será liberto, das dúvidas, incertezas, da insuficiência humana e também da morte.

Que Deus nos abençoe na busca e no entendimento da sua Palavra, que é viva pois nunca fica desatualizada, e eficaz, na transformação de milhões de vidas. A sua pode ser uma delas, apenas ore a Deus em nome de Jesus, busque e Ele o auxiliará sempre que você precisar, jamais duvide.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *